top of page

Fonologia

Atualizado: 8 de set. de 2023

A Fonologia é a parte da gramática que estuda a palavra sob o ponto de vista de sua constituição sonora. De forma mais simplista, na fonologia, estudamos os sons que saem de nossa boca quando falamos. Eles se combinam e formam palavras.


O que vamos estudar nesta apostila:

Fonema (vogal, semivogal, consoante)

Letra

Dígrafo (consonantal, vocálico ou nasal)

Dífono

Encontro Vocálico (hiato, ditongo, tritongo)

Encontro Consonantal (perfeito e imperfeito)

FONEMA

É a menor unidade sonora da palavra. (som)

Ex.: casa (4 fonemas) /kaza/

lata (4 fonemas) /lata/

hábito (5 fonemas) /abitu/

táxi (5 fonemas) /taksi/


Os fonemas são de três tipos:


Vogais

São fonemas produzidos livremente, sem obstrução de passagem do ar: -a, -e, -i, -o, -u. Podem ser:

orais (timbre aberto ou fechado) - Ex.: sela, cena

nasais (indicadas pelo ~, m ou n) - Ex.: cama, empada, centro

Semivogais

São fonemas que têm o som de i ou u (apoiados em uma vogal, na mesma sílaba). São menos tônicos (mais fracos na pronúncia) que as vogais. São representados pelas letras -i, -u, -e, -o, -m, -n, -w, -y.

Ex.: pai (a letra -i é uma semivogal, pois está apoiada em uma vogal na mesma sílaba) / couro (a letra -u é uma semivogal, pois está apoiada em uma vogal na mesma sílaba)

Consoantes

São fonemas produzidos com interferência de um dos órgãos da boca (dentes, língua, lábios). Todas as demais letras do alfabeto representam, na escrita, as consoantes: -b, -c, -d, -f, -g, -j, -k, -l, -m, -n, -p, -q, -r, -s, -t, -v, -w, -x, -z. Temos dezenove consoantes.

Ex.: martelo, caverna, sorvete

Obs.: A letra -h não é consoante, porque sozinha não tem som (horta).

Obs.: A letra -w vai ser consoante quando tiver som -v (Wagner). Se tiver som de -u, vai ser uma semivogal (show).

LETRA

É a representação gráfica dos fonemas. (escrita)

Ex.: casa (4 letras) / c - a - s - a

lata (4 letras) / l - a - t - a

hábito (6 letras) / h - a - b - i - t - o

táxi (4 letras) / t - a - x - i

DÍGRAFO

O dígrafo constitui-se de duas letras representando um só fonema.

Há dois tipos:

dígrafos consonantais: -gu, -qu, -ch, -lh, -nh, -rr, -ss, -sc, -sç, -xc, -xs

Ex.: guerra, queijo, chave, ilha, ninho, carro, massa, adolescente, crea, excitação, exsudar


dígrafos vocálicos ou nasais: -a, -e, -i, -o, -u seguidos de -m ou -n na mesma sílaba.

Ex.: samba, anta / empada, entrada / imbatível, índio / ombro, onça / umbigo, untar

DÍFONO

Chamamos de dífono o som /ks/ representado pela letra -x.

Ex.: táxi (táksi), tóxico (tóksico), complexo (complekso)


ENCONTRO VOCÁLICO

Como o próprio nome sugere, é o encontro entre fonemas vocálicos. Há três tipos:


hiato

É o encontro de duas vogais que, na hora da separação, ficam em sílabas separadas.

Ex.: pi-a-no, di-a, ba-ú


ditongo

É o encontro de duas vogais que, na hora da separação, ficam na mesma sílaba. Há dois tipos:

crescente (SV + V, na mesma sílaba)

decrescente (V + SV, na mesma sílaba) ; oral ou nasal

Ex.: ma-gis-té-rio (crescente oral) / enquanto (crescente nasal)

veia (decrescente oral) / sêmen (decrescente nasal)

tritongo

É a união de SV + V + SV na mesma sílaba; pode ser oral ou nasal.

Ex.: Paraguai (oral), saguão (nasal)


ENCONTRO CONSONANTAL

É a sequência de consoantes em uma palavra. Há dois tipos:


perfeitos (inseparáveis, ficam na mesma sílaba)

Ex.: cla-ri-da-de, bran-co

Obs.: Geralmente, os encontros consonantais perfeitos apresentam consoante + -l ou -r.


imperfeitos (separáveis, ficam em sílabas diferentes)

Ex.: cas-co, bis-coi-to


CONSIDERAÇÕES FINAIS

Não confunda encontro consonantal com dígrafo consonantal.

Ex.: manta (o -m nasaliza a vogal anterior; não é consoante, é só uma marca de nasalização; não forma encontro consonantal com a letra -p).

Não confunda piscina (1 som - dígrafo) com escola (2 sons - encontro consonantal).

A letra -a sempre será vogal, nunca será semivogal.

Sempre que o acento agudo ou circunflexo estiver em cima das letras -e, -i, -o, -u, tais fonemas serão vogais.


Atenção!

Divisão silábica e sílaba tônica também fazem parte da Fonologia, mas não me aprofundei nesses assuntos nesta apostila por questão de prioridade mesmo. Quis me fixar nos temas acima para que você pudesse se organizar melhor. Caso você queira estudar divisão silábica e sílaba tônica, temos uma aula no nosso canal que vai ajudar muito você. É só procurar por “Regras de Acentuação”.

YouTube - www.youtube.com/c/LínguaPortuguesaCéu7


Vamos aos exercícios? Não se esqueça de dar uma atenção especial ao gabarito comentado, pois lá você encontrará explicações valiosas que vão complementar o seu estudo. Vamos em frente!




150 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Verbo

Antes de darmos início aos exercícios, vamos relembrar quais são os tempos e os modos dos verbos da língua portuguesa. MODO INDICATIVO • Presente amo, amas, ama, amamos, amais, amam bebo, bebes, bebe,

Uso dos Porquês

Quer saber qual é uma das maiores dúvidas da língua portuguesa? Exatamente o que você está pensando: o uso dos porquês. Quem nunca ficou na dúvida na hora de usá-los? Afinal, são quatro tipos que real

Regência Nominal e Verbal

Chegou a hora de estudar um dos assuntos mais cobrados em provas e concursos: regência nominal e verbal. A regência estabelece uma relação entre um termo principal (termo regente) e o termo que lhe se

Comments


bottom of page